Image

Aumento na demanda por imigrantes ao Canadá reabre discussões sobre melhorias

Imagem não definida

O Canadá oferece várias oportunidades para imigrantes do mundo todo. E da mesma forma, eles são uma parte crucial para o funcionamento do país, que necessita deles em diversas áreas de trabalho, e esse foi um dos tópicos discutidos na 24ª edição do Metropolis Canada Conference. 


De acordo com Neelam Sahota, CEO da DIVERSEcity Community Resources Society, a “imigração é movida predominantemente pelas necessidades no mercado de trabalho, e isso só se tornará cada vez mais real. As pessoas estão vindo para cá porque precisamos delas”. 


Sahota ainda argumentou sobre a necessidade de acabar com a concepção de que os imigrantes são “privilegiados” de estar no país, algo que acaba afetando não só o senso de dignidade dos mesmos, mas também limitando os acessos aos mesmos direitos de cidadãos canadenses. 


Uma outra preocupação é a maior exposição de imigrantes ao COVID-19, visto que muitos deles estão alocados em áreas de serviço consideradas “essenciais” ao país, como hospitais, áreas agrícolas e de manufatura, e a pandemia só mostrou ainda mais essa importância. De acordo com a Diretora Geral do IRCC (Imigration, Refugees, and Citizenship Canada), “os recém chegados ao país têm sido essenciais na linha de frente da pandemia”.


De acordo com dados do governo, os imigrantes já representam quase 100% do crescimento recente na força de trabalho, e com o tempo, a necessidade de mais imigrantes só irá aumentar. Estima-se que aproximadamente 5 milhões de canadenses irão se aposentar no final desta década, o que abrirá ainda mais oportunidades de emprego para estrangeiros.


Os impactos da pandemia


Porém, a pandemia também ajudou a escancarar problemas sistêmicos enfrentados por estrangeiros no país, o que atrapalha a manter a mão de obra qualificada. Alguns desses problemas incluem baixos salários e condições precárias de trabalho em certos setores da economia. O Chefe de estatísticas do Canadá, Anil Anora, afirmou que não é possível ter certeza que o Canadá sempre irá conseguir trazer os trabalhadores que precisa para o país.


Segundo ele, um emprego não é sempre garantido aos imigrantes. “Parte do desafio é que os imigrantes, principalmente as mulheres, já estão muito representados nas empresas que foram mais atingidas pela pandemia, em especial os setores de acomodação, alimentícios e de saúde’, afirmou.


Ainda de acordo com Anora, mulheres que chegaram recentemente ao país viram um maior número de desemprego durante a metade de 2020, chegando a quase 22% em abril daquele ano, contra apenas 12% das mulheres nativas do Canadá.


Já Sahota é mais otimista quanto à situação imigratória, acreditando que o país é capaz de oferecer todo suporte e recursos necessários para os seus novos cidadãos poderem sentir que pertencem ao lugar, mas não sem toda uma melhora social nas estruturas atuais do governo.


Ela ainda acredita que “tendo em vista as recentes crises humanitárias trágicas na Ucrânia, é notável que o governo pode, sim, aceitar novos imigrantes e refugiados com bem menos barreiras de entrada”.


Dificuldades encontradas


Uma dessas barreiras é o sistema precário e difícil para transferir credenciais acadêmicas e profissionais para o país, o que piora as chances de certos imigrantes de encontrarem empregos melhores ao chegar no Canadá. De acordo com o World Educational Services, antes da pandemia apenas 39% dos imigrantes conseguiram uma posição em níveis similares de tipo e de complexidade aos seus empregos pré-imigração. De acordo com o consultor de imigração, Willian Santos, imigrantes com background em áreas altamente regulamentadas como medicina, direito, enfermagem e farmácia, encontram diversos desafios para eventualmente revalidarem seus diplomas e obterem licença profissional para trabalharem na mesma profissão no Canadá. No entanto, não podemos ignorar que uma parcela considerável de imigrantes chegam ao Canadá com interesse de iniciar uma nova carreira, ou seja, para esses a continuidade nas profissões que exerciam fora do Canadá não é almejada.


As condições trabalhistas também foram afetadas pela pandemia. O acesso de imigrantes a serviços de saúde mental e a produtos de tecnologia necessários para desempenhar certas funções foi afetado. O número de crimes de ódio, baseados em raça e etnia, também subiu para 2669 durante 2020, quase o dobro do ano anterior, de acordo com dados do Statistics Canada.


“A discriminação ainda é incômoda, e acaba por dividir a nossa sociedade e criar uma coesão social dentro do nosso país. No final de 2021, o Canadian Social Survey registrou que 28% das pessoas no Canadá já sofreram alguma forma de discriminação”, declarou Arora.


E algo que também é citado pelos jovens canadenses são os altos custos de vida e os baixos salários, o que motiva 30% dos Canadenses com 18 a 34 anos a pensarem em se mudar para outro país, de acordo com dados do Institute of Canadian Citizenship and Leger. O outro motivo principal, além dos altos custos, é a falta de liderança.


Durante outros painéis, foi expressa a necessidade de maiores cuidados tanto na manutenção de leis quanto nos serviços residenciais voltados aos recém-chegados, de forma que honre toda a enorme contribuição que eles estão dando ao país. Eles também apontam que é necessário o comprometimento dos setores em que eles estarão inseridos, como as escolas, locais de trabalho e a própria comunidade.


Sahota ainda afirmou que “sair de uma estratégia reacionária para uma aproximação mais focada ao longo termo é a chave para responder com sucesso às necessidades trabalhistas e para garantir o crescimento econômico”. 


Para concluir, ela ainda afirmou que é “preciso dobrar os esforços e criar estratégias para o futuro - nosso país depende disso. Precisamos dos imigrantes para seguir em frente: nessa geração, na próxima e também na geração após”.


Saiba Mais
Jornalista formado pela Universidade Estadual Paulista, atualmente trabalhando como freelancer.

Destaques

Descontos em Parceiros

Clique no parceiro para gerar o Voucher de Desconto.
Copyrights © 2022 . All Rights Reserved.
Photo credit: Incedogroup.com, Freepik
contato@brasileiroscanada.com·